Durante a leitura de Um Dia

O livro Um Dia mexeu comigo de uma forma insana. Quando chegou no capítulo no ano de 2001, a minha vontade era pegar a máquina do tempo e ir direto pra lá.

Queria ter a emoção de se sentir amada de novo por uma determinada pessoa. Não sei se um menino de 19 anos iria querer uma mulher de 30, mas tentaria. Contaria o futuro dele ao meu lado. Tenho certeza que ficaria chocado com o fim da nossa história.

Quase consigo adivinhar a pergunta que me faria. “Por que você não me ama agora no meu presente? ” Responderei que busco outro tipo de homem aos 19 anos. E serei muito sortuda, porque logo encontrarei o namorado que julgo ser dos meus sonhos. Mas descobrirei que o amor é mais importante do que características pré-moldadas para o meu futuro marido.

Tentaria consertar o rombo que farei no seu coração. E não deixaria que se torne uma pessoa fria, perdendo a ternura.

Ai que saudade de você com 19 anos.

Anúncios

Um comentário sobre “Durante a leitura de Um Dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s