Carnavais

Sou tão apaixonada por carnaval e escolas de samba que só de olhar os vídeos do carnaval este ano, já comecei a pensar na dieta e ficar na contagem regressiva para os quatro dias de Momo. É como a bateria da escola de samba fosse a extensão das batidas do meu coração. Essa paixão herdei da minha família, reneguei muitas vezes esta raiz. Mas não tem jeito, é caso de amor antigo e corre nas veias.

Tenho dificuldade de chorar, mas a bateria da escola de samba tem o poder de colocar minhas lágrimas para fora. É incrível, como consigo extravasar minhas emoções junto com aquela barulheira contagiante.

Em 2010, estava triste por um motivo idiota, mas estava curtindo meu carnaval lá perto da Sapucaí. Doida para desfilar, mas não tive chances neste ano. Eis que surge a Estação Primeira de Mangueira na avenida com as estrofes:
“Eu pensei te dizer tanta coisa
mais prá que se eu tenho a música
Meu coração é verde e rosa
Descendo o morro, eu vou
A música, alegria do povo
Chegou, a Mangueira chegou
Vai passar
Nessa avenida mais um samba popular…”

A mangueira que não é minha escola de coração me arrancou soluços profundos. Meus amigos se assustaram com tanta devoção ao samba. Só a bateria tem o poder de tirar a tristeza de dentro de mim e me deixar inteiramente feliz.

Já em 2011, estava ensaiando com a comunidade todos os domingos para desfilar pela primeira vez no carnaval deste ano pela Mocidade, minha escola de coração. E fiz todo um planejamento de emagrecer (morrendo de medo de desfilar de barriga de fora) e aprender a sambar. E lá tava em um dos ensaios sambando ao lado da bateria nota 10, chorando a cântaros. O motivo, emoção, puramente emoção. Foi a oportunidade de colocar toda minha felicidade pra fora, com a realização dos meus sonhos e com o alcance das minhas metas.

E para o próximo carnaval de 2012, desfilarei de novo na Mocidade Independente de Padre Miguel e já garanti minha vaga numa inscrição que fiz este fim de semana. E não será diferente dos outros anos, serei mais uma daquelas que estará chorando por aí de tanta felicidade e emoção. E se, por acaso, estiver triste, por qq motivo idiota, saberei que ao ouvir um baticudum, serei sacudida por uma forte vibração de alegria. E aquele momento será único.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s