Natal

Eis que vos trago uma boa nova de grande alegria: na cidade de David acaba de vos nascer, hoje, o Salvador, que é Cristo, Senhor…

Glória a Deus nas alturas, paz na Terra aos homens de boa vontade.

Assim foi anunciado, aos pastores de Belém, por um mensageiro celeste, o grande acontecimento.

Nas palavras vos nascer está toda a importância do Natal. Jesus nasceu para cada um em particular.

Não se trata de um fato histórico, de caráter geral. É um acontecimento que, particularmente, diz respeito a cada um.

Se perguntarmos a Francisco de Assis o que ele sabe a respeito do nascimento de Jesus, ele nos responderá:
Jesus nasceu no dia em que, na praça de Assis, entreguei minha bolsa, minhas roupas e até meu nome para segui-Lo, pois sabia que Ele é a fonte inesgotável de amor.

Se indagarmos ao Apóstolo Pedro quando se deu o nascimento de Jesus, ele nos dirá:
Jesus nasceu no pátio do palácio de Caifás, na noite em que o galo cantou pela terceira vez, no momento em que eu negava outra vez ao meu Mestre.
Foi nesse instante que minha consciência despertou para a verdadeira vida.

Se questionarmos a Joana de Cusa sobre onde e quando nasceu Jesus, ela nos falará:
Jesus nasceu no dia em que, amarrada ao poste do circo em Roma, ouvi o povo gritar:
“Nega! Nega! Renuncia a Ele!”
E o soldado, com a tocha acesa, dizendo:
“Este teu Cristo te ensinou apenas a morrer?”
Nesse instante em que senti o fogo subir pelo meu corpo e eu pude, com certeza e sinceridade responder:
“Não me ensinou só isso. Ele também me ensinou a te amar.”
Foi então que nasceu Jesus.

Se interrogarmos a Lázaro onde e quando nasceu Jesus, a sua resposta será:
Jesus nasceu em Betânia, na tarde em que me visitou o túmulo e ordenou-me:
“Lázaro! Levanta e vem para fora!”
Nesse momento, eu compreendi quem Ele era e Ele nasceu em mim.

Mas, o doutor da lei, Saulo, transformado em Paulo de Tarso, nos afirmará:
Jesus nasceu na estrada de Damasco, em pleno meio-dia, quando a luz que o envolvia me cegou e ouvi a Sua voz:
“Saulo, Saulo, por que me persegues?”
Foi aí que passei a enxergar um mundo novo e lhe disse:
“Senhor, o que queres que eu faça?”

A mulher samaritana, da cidade de Sicar, nos dirá que Jesus nasceu junto à fonte de Jacob, na tarde em que ela O encontrou e Ele lhe ofereceu a beber da água viva, que sacia toda a sede, pois vem do amor de Deus e santifica as criaturas.
Naquela tarde, Fotina descobriu que Jesus era o Filho de Deus e modificou a sua vida.

Finalmente, Maria de Nazaré, sorrindo, nos falará que Jesus nasceu quando Se escondeu das estrelas nas sombras da Terra.
Quando O segurou pela primeira vez nos braços e sentiu que ali se cumpria a promessa de um novo tempo. Aquele menino, enviado por Deus, vinha para ensinar aos homens, seus irmãos, a Lei maior do amor.

*   *   *
Se já te permites banhar pelas claridades do Evangelho, permite que Jesus nasça em teu coração.

Deixa que as vibrações Dele te cheguem ao Espírito e espalha o perfume da Sua presença, na senda por onde avanças na busca da vida.

Refaze, mentalmente, o caminho percorrido, desde que a sinfonia da Boa Nova te alcançou e propõe-te a viver a mensagem do Mestre que é o teu Modelo e Guia, Jesus.

Então, Ele finalmente nascerá em ti.

http://www.momento.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s