Estado civil: Divorciada

Como já tinha noticiado por aqui, a partir de 16 de janeiro de 2012, mudei meu estado civil para divorciada. E me sinto livre, leve e solta.

Por ter tido uma demora para convencer meu ex-marido para assinar estes papéis, esta conquista foi importante para fechar um ciclo da minha vida.

Infelizmente, nesta etapa, não houve festa, presença de familiares, desejos de felicidades e nenhum representante religioso. Mas, mesmo não sendo um ritual comemorado na nossa sociedade, fiquei com a sensação de meta cumprida para meu processo de crescimento pessoal e para os próximos passos da vida.

Muitos me perguntaram porque queria tanto me divorciar, se já estava separada judicialmente. Só pensava na energia que ainda me linkava com uma parte da minha vida que não existe mais. E sendo bem sincera, imagina se um dia o ex me pede isso, pq vai casar de novo. Uma informação da vida dele, que não me interessa.

Olho para trás e não me reconheço. Mudei, amadureci e se não estou feliz como vislumbrei, estou mais feliz do que estive enquanto casada.

Se fosse revelado meu futuro quando tomei a decisão de acabar com meu matrimônio, acho que não teria coragem de dar este passo. Tinha muito medo de ficar sozinha, de não casar de novo, de não construir outra família. Já se passaram 3 anos, não me casei de novo e não constituí outra família, porém não me sinto só.

O que eu achei que não ia suportar: a cama vazia do lado esquerdo, a ausência dos papos cabeça, da parceria, do meu suporte emocional, das datas comemorativas, dos amigos em comum e das palhaçadas dele. Sobrevivi a todas as ausências, mesmo doendo muito.

Todas estas características legais que me prendiam ao casamento, já não existiam mais no fim. Mas você se apega a estas doces lembranças, para não ter que encarar o desconhecido terreno da separação.

Separar requer estômago, frieza e muita coragem. Enfrentar família, comentários maldosos, fofocas, enquanto você só que parar o Mundo para descer dele.

Pretendo fazer pequenas comemorações ao lado de pessoas queridas para celebrar esta nova fase. Casar de novo, não está nos meus planos. Só se a pessoa valer muito a pena. Talvez tenha filhos sem casar ou morar junto. Mas jogo no cosmo, um grande desejo: amar e ser amada novamente.

Se pudesse escolher o momento, iria pedir agora. Mas já vivi tanta coisa no período pós casamento, que não tenho pressa, não espero que isso irá acontecer com qualquer pessoa que apareça na minha vida. Só peço ao universo, sabedoria para não perder este amor que está reservado para todos nós.

O amor verdadeiro.

P.s.: Acesse este link, para ter ideias para uma festa de divórcio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s