“O amor só é bom se doer…”

O canto de Ossanha não para de ecoar na minha cabeça. Começou com o artigo do Xico Sá publicado no blog da Renata, sobre homens frouxos: o que diz “vou” e não vai.

Depois encontrei uma amiga e conversamos sobre homens que não fazem promessas que não podem cumprir, apenas agem.

E acordei cantarolando alguns trechos:

“O homem que diz “dou” não dá
Porque quem dá mesmo não diz”

“Não, eu só vou se for pra ver
Uma estrela aparecer
Na manhã de um novo amor”

“Pergunte pro seu Orixá
O amor só é bom se doer”

Esta coluna do Xico Sá relembrou meu ex marido, o último casinho e o meu atual, a tríade escorpiana com a qual me relacionei e me relaciono. Um pq se acomodou e o meu retorno de saturno me fez partir para outras galáxias. O outro que era perfeito Canto de Ossanha, que dizia que ia, mas nunca saiu do lugar. E o atual, que não faz promessa de nada, quando diz vai, ele vai. E está empenhado em me agradar.

Quanto aos amores que doem, penso que seja apenas uma passagem, com grande chances de êxito, para saber o quanto está disposto para lutar por aquela relação. Mostrar que aquela história vale a pena. E só uma tristeza passageira, que trará muita felicidade no futuro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s